Deus não nos quer robots

por António Pimenta de Brito

No que toca a encontrar uma pessoa para a vida, lembro-me de estratégia empresarial. Segundo a “Resource based view”, uma empresa para encontrar vantagem em relação aos concorrentes, antes de olhar para as outras, imitá-las e tentar ficar à frente, tem de olhar primeiro para o interior e encontrar aí as forças únicas e crescimento necessário que lhe permitirá vencer num mundo competitivo. Claro que encontrar uma pessoa não é uma guerra como no mundo selvagem! (se bem que por vezes há pessoas concorridas!).  

Trate primeiro de si

O que estou a dizer é que se sempre sonhámos encontrar uma pessoa e casar, não depende só da outra pessoa ser adequada para mim, mas de ambos o serem um para o outro. E de estarmos ou não “in the mood for love”. O que é que isto significa? Antes de tentarmos encontrar uma pessoa ao nosso gosto, devemos mudar-nos a nós próprios. Às vezes pensamos que para encontrar uma pessoa, basta o nosso esforço de procurar ou apenas esperar que a vida ou Deus nos proponha alguém. Pode ter algo de verdade, mas não chega. Se quer casar e ainda não encontrou a pessoa certa, não se aflija. Trate primeiro de se conhecer, dar valor às suas qualidades, esforçar-se por corrigir defeitos, rezar, trabalhar, crescer, ocupar o tempo com coisas de que gosta. E rezar muito. Com certeza que encontrará e mesmo que não seja o que está à espera, é fantástico ser surpreendido!  

A importância da família

Daí ser tão importante ter uma família que nos ensine a amar, a perdoar, a rezar, a trabalhar, a acreditar em nós próprios, a não desistir. Depois, o trabalho também é nosso e a uma certa altura na nossa vida, muito nosso, pois não basta rezar, há que também confiar e procurar soluções concretas na vida comum. Deus não nos quer robots, mas ativos e interessados em encontrar soluções por nós!  

Procurar o Reino primeiro

A minha experiência tem-me demonstrado a frase do Salmo 128 que o meu Pai me recitava em pequeno, “Bem aventurado aquele que teme o Senhor e anda nos seus caminhos (...) será feliz e tudo lhe correrá bem”.  Gostava de dizer que infelizmente o terceiro versículo ainda não se concretizou (o que fala nos filhos), mas isso não significa que a vida tem sido desinteressante, antes pelo contrário!  

Depois, é importante seguir a nossa intuição sobre as pessoas, ou seja, se aquela pessoa me atrai, isso é muito bonito. Se saio com ela e esse sentimento cresce, é das coisas mais belas da vida. Mas atenção! Se há discrepâncias quanto a temas fundamentais, é melhor pensar se aquela será uma pessoa com quem eu quero ficar para o resto dos meus dias. Se quero casar pela Igreja e esperar que essa relação dure, não nos esqueçamos do Salmo 128. E isso é algo de essencial, pois grandes diferenças, mais tarde ou mais cedo darão problemas no casamento!  

O Amor é uma grande aventura e como qualquer uma, necessita de preparação, pois como nos diziam no CPM (curso de preparação para o matrimónio), o casamento não é um fim, mas um início de uma caminhada a dois. Diria mais, a três. E só com Deus perceberemos os caminhos insondáveis e fantásticos que Ele nos reserva, se confiarmos.  

Uma missão em casal

Como eu e a minha mulher Marta percebemos que a Fé é muito importante para a nossa vida de casal, pensámos que seria muito bom juntar mais pessoas católicas, desejosas de encontrar “A pessoa” mas que ainda não o conseguiram. E em 2015 essa possibilidade aconteceu, tendo sido convidados para abrir o site www.datescatolicos.org, uma plataforma online para quem procura o amor da sua vida e quer partilhar fé e valores. Numa sociedade cada vez mais pluralista, não temos escrito na testa que somos católicos! Com um espaço em que estão outras pessoas com os nossos valores, a combinação pode acontecer mais facilmente! Pertencente a um grupo de 9 países encabeçado pela Áustria (www.kathtreff.org), este projeto já tem dado muitos e bons frutos e só na Áustria, Suíça e Alemanha, já conta com 600 casamentos! Em Português para todos os países e comunidades de expressão portuguesa no mundo, desde Outubro de 2015, já somamos 9000 membros e muitas histórias de pessoas que encontraram alguém de quem gostam e pensam num futuro em comum!

 

Nota: António Pimenta de Brito escreve conforme o novo acordo ortográfico.

António Pimenta de Brito é um dos promotores do datesCatolicos.org. É Especialista em Marketing e Comunicação e Colunista Convidado no Jornal Observador.

Ver todas as novidades