5 perguntas para acertar no amor (3) - É uma relação tu a tu, ou ainda estás na fase do pedestal?

por João Delicado

3ª PERGUNTA:
É UMA RELAÇÃO TU A TU, OU AINDA ESTÁS NA FASE DO PEDESTAL?

Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante, admirei muito uma determinada rapariga. Quantas qualidades ela tinha? Não sei, eram muitas. Era boa nisto, era excelente naquilo. E entendíamo-nos a vários níveis, inclusivé alguns que não vou desenvolver aqui. Mas eu sabia que nalgum momento aquilo poderia desabar. E desabou. Ela caiu do pedestal onde eu a tinha posto e assustei-me. Conheci então o 'teste do algodão' das relações amorosas. Aprendi que a desilusão não só faz parte do processo como é mesmo saudável e desejável que apareça! É que enquanto não há uma boa des-ilusão, a relação ainda só está no início, na fase volátil da paixão, na superficialidade da diplomacia, sob o domínio das hormonas e da boa educação. É o que se chama a fase da 'lua-de-mel'.

Descobri então que uma boa discussão, um bom conflito, uma tempestade na relação, traz finalmente ao de cima verdade que até ali estava escondida na sombra, nas zonas cegas de cada um. E aí aparecem três reacções diferentes: enquanto alguns casais terminam tudo ali mesmo porque percebem que, afinal, a relação não tem pernas para andar; outros preferem recuar e voltar para trás numa reconciliação a prazo; e outros, ainda, aproveitam a ocasião para avançar e aprender a superar juntos as dificuldades, alcançando assim um outro patamar de relação. É uma espécie de 'batismo de fogo'.

Ou seja, o que determina quão longe poderá o casal chegar não é como se comportam os dois quando tudo são 'rosas' ou quando cada um está no seu melhor; mas, sim, na maneira como os dois atravessam as piores fases. Por isso às vezes digo que, se eu fosse 'dono disto tudo', obrigava os casais que quisessem casar a apresentar um comprovativo de, pelo menos, uma boa zanga - mas uma como deve ser! - para poderem andar para a frente. Se não, declararia categoricamente: "temos pena, assim não dá! Vão lá zangar-se e, quando estiverem reconciliados, voltem cá".

Daí que seja bom perguntar: - namoras com uma pessoa ou namoras com os benefícios que ela te traz? - estás disponível para quebrar a imagem idealizada do outro e lidar com as suas sombras? - a relação continua a valer a pena quando tu e o outro passam pela pior versão?

Ir para 2ª pergunta

Ir para 1ª pergunta

 

Se pretende receber cada uma das perguntas de João Delicado subscreva a nossa newsletter aqui

Se pretende inscrever-se num dos 5 workshops de João Delicado informe-se aqui

Ver todas as novidades