5 perguntas para acertar no amor (2) - É um amor sôfrego ou um amor libertador?

por João Delicado

 

2ª PERGUNTA:

É UM AMOR SÔFREGO OU UM AMOR LIBERTADOR?

Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante, vivi uma imensidão de amores platónicos. Se exprimisse o que ia cá dentro poderia parecer um daqueles cachorrinhos fofinhos e simpáticos, de língua de fora, a correr daqui para ali, sempre à procura de uma festa, um mimo, um olhar de atenção. Felizmente, só muito mais tarde tive algo parecido com um namoro. Mas agora, olhando à distância de tantos anos, vejo com clareza como poderia ter desenvolvido uma sucessão de amores desastrosos vividos a partir daquela carência de afeto. Vejo-o nalguns casais. Com um buraco na autoestima, a pessoa automaticamente procura a estima fora de si. E depois, o que acontece? Deposita no outro toda a sua segurança ao ponto de assumir que o outro é 'tudo': "é o meu amor", "é a minha felicidade", "é a minha vida…" e, às tantas, a pessoa nem se inibe de afirmar coisas como "sem ti não consigo viver".

Desculpa, mas, como alguém dizia, essa é a definição de 'pacemaker'! E fazer do outro o teu 'pacemaker' não é justo nem para ti nem para o outro, certo? Além disso, reparaste na quantidade de vezes que usaste o pronome possessivo 'meu'? Quando é tão 'teu', talvez estejas a amar a partir da sofreguidão da posse, não? Lembra-te lá de quando nem o conhecias: respiravas, não respiravas? E tinhas os teus momentos de alegria e felicidade, não tinhas? Pois o mesmo acontecia com o outro. E assim será também um dia que ele já não esteja contigo. Lembra-te que estamos todos aqui de passagem. Ama a partir da liberdade e não da dependência. E, por favor, antes de encontrar o amor da tua vida, encontra o amor por ti, está bem?! Não vás tu cobrar ao outro o facto de ser injusto e (sempre) insuficiente a compensar o teu vazio de amor para contigo.

Daí que seja bom perguntar: - estás a amar a partir de onde, do teu vazio ou da tua inteireza? - qual a tua vibração mais comum: vives habitualmente em cobrança, mágoa, ressentimento ou em alegria, leveza, crescimento? - como tens sentido o outro, a murchar ou a florescer ao pé de ti?

Ir para 1ª pergunta

 

Se pretende receber cada uma das perguntas de João Delicado subscreva a nossa newsletter aqui

Se pretende inscrever-se num dos 5 workshops de João Delicado informe-se aqui

Ver todas as novidades