Quem é a pessoa certa para mim? - Maturidade

por Gudrun Kugler

Quem é a pessoa certa para mim? 7º Critério

Estamos preparados para uma relação? Está pronto para uma relação se gosta de si mesmo e se já não se vê a si próprio como a coisa mais importante no mundo. O requisito para isto é uma identidade madura.

Com um homem é assim: ele é um homem ou ainda um menino? Um menino está a brincar, enquanto um homem assume responsabilidade. Um homem tem de ser capaz de dar segurança a uma mulher. É como se ele dissesse: eu sou capaz de fazer isto por ti. Lembro-me de uma amiga minha, a bonita, bem sucedida Natália, que se casou com o jovem político Frederico. Tivemos problemas em Roma e pedimos-lhe para nos ajudar. "Basta perguntarem ao Frederico", respondeu-nos ela. Foi a falta de resposta que me fascinou: confiança incondicional no seu marido. Minhas Senhoras, não é bom ser capaz de dizer uma coisa destas? Não é exactamente isto que tanto procuramos? Um homem que nos dá segurança através da sua força, determinação e perseverança?

Ele vai conseguir de alguma forma, não preciso de me preocupar ... Mesmo se nós, as mulheres de hoje, já vivemos de forma mais independente, ganhamos o nosso próprio dinheiro e sabemos o que queremos. No entanto, temos um instinto básico que nos faz olhar para a protecção e a segurança. E outra pequena dica: quando estamos ocupados com ter filhos e cuidar deles, esta sensação de segurança tornar-se-á vital - não importa o quão independentes e bem sucedidas somos!

Um menino está num processo de descoberta de si mesmo, um homem é autêntico e estável. Ele conhece as suas tarefas e tem o controle sobre si mesmo para que possa tomar a decisão de assumir ainda mais responsabilidade. Ele está em repouso e opera fora deste descanso.

Como é isto com as mulheres? Como pode determinar se ela ainda é uma menina ou já é uma mulher? A menina quer impressionar. Fica satisfeita com olhares invejosos e quer sentir-se superior. A mulher é um ser relacional que não precisa mais do triunfo de superioridade. Encontrou o seu propósito em ser. Do “ser” resulta estar lá e do “estar lá” resulta uma casa. As mulheres têm um desejo sem fim de amor. E na maioria das vezes precisam de carinho. Podem ser assim! Não é a força e a independência que testemunham a transição de uma menina para uma mulher, mas o abandono do vício de ser admirada pelas pessoas!

 

Clique aqui para o 1º critério.

Clique aqui para o 2º critério.

Clique aqui para o 3º critério.

Clique aqui para o 4º critério.

Clique aqui para o 5º critério

Clique aqui para o 6º critério

 

Gudrun Kugler é a fundadora e diretora da comunidade online de solteiros católicos kathtreff, à qual pertence o datescatolicos.org Gudrun Kugler é deputada no Parlamento em Viena de Áustria desde outubro de 2015. Os seus pelouros abrangem especialmente os direitos humanos, os assuntos europeus e a integração dos refugiados. Gudrun Kugler é casada, tem quatro filhos e publicou vários livros.

O livro "Ninguém é uma ilha" está desde Novembro de 2016 publicado em Português e chama-se "Casar com Sucesso". Adquira o seu exemplar aqui

Ver todas as novidades