Texto enviado por um Membro do datesCatolicos.org

O ano de 2016 será o Ano Santo da Misericórdia, anunciado pelo Papa Francisco, no dia 13 de março de 2015 na Basílica de S. Pedro, um “jubileu extraordinário “católico, centrado na “Misericórdia de Deus”.

Este Ano Santo da Misericórdia arrancou no dia 8 de dezembro de 2015, com a abertura da Porta Santa, da Basílica de Pedro. Este dia foi marcado entre nós, pelo dia da Solenidade da Imaculada Conceição, vai percorrer todo o ano em curso, tendo o seu término a 20 de novembro de 2016.   

Na homilia do primeiro dia do Ano Santo o Papa Francisco referiu-se ao Evangelho que conta o episódio da mulher pecadora que lava os pés a Jesus e os enxuga com os cabelos, beijando-os e ungindo com óleo perfumado. Desde logo – disse o Santo Padre – duas palavras: amor e juízo. O amor da mulher pecadora e o amor de Jesus que permite que ela se aproxime e acolhe-a demonstrando-lhe o amor de Deus num encontro que vai para além da justiça e para além do juízo que é a outra palavra, citada pelo Papa Francisco. 

Referiu ainda o juízo de Simão, o fariseu que convidou Jesus para jantar e não consegue reconhecer quem é o seu convidado. Não consegue também encontrar o caminho do amor. No seu pensamento existe só a justiça e fazendo assim está errado – afirmou o Papa Francisco que deixou claro que ninguém pode ser excluído da misericórdia de Deus.

Neste “jubileu extraordinário, do Ano Santo da Misericórdia, as leituras para os domingos do tempo comum serão extraídas do Evangelho de Lucas, chamado “o evangelista da misericórdia”. Algumas das parábolas mais conhecidas escritas por ele são as da ovelha perdida, a da moeda perdida e a do pai misericordioso.

Saliento ainda que o Papa Francisco justificou ainda na homilia supracitada neste jubileu da história da Igreja, que «ninguém pode ser excluído da misericórdia de Deus» e que a Igreja «é a casa que acolhe todos e não recusa ninguém».

Termino enviando a toda a gigantesca comunidade do datesCatolicos um 2016 envolto na mensagem do Papa Francisco e na Esperança de que o desejo que nos trouxe até aqui, se concretize.

(EM)  

Bibliografia: Rádio Vaticano - A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo (14/03/2015); Agência Eclésia - Vaticano (1/01/2016).

 

quadro de Dieric Bouts (det.)

Ver todas as novidades