Professor na Universidade Católica, Pe. Paulo Coelho, scj

Testemunho particular

A situação dos solteiros, diz o Papa, pode “converter-se em testemunho particular” da vocação batismal. Uma requalificação da vida não há-de ser qualquer coisa de inevitável e de fatídico. É possível, pois, uma conversão, um olhar novamente para a vida com fé e recuperar a parte mais original da identidade humana e espiritual, para novamente dar uma resposta assumidamente livre e totalizante como dom de si. Tal conversão ajudará, por um lado, a pessoa a libertar-se de certas condicionantes que tenham determinado uma certa inevitabilidade da sua situação e assim voltar a si mesma de modo assumido e amadurecido, e, por outro, a sair de si mesma para ir, como dom generoso de si, ao encontro do(s) outro(s). Neste processo, entretanto, pode renascer a oportunidade real de considerar novamente a possibilidade da vocação ao matrimónio ou à vida consagrada.

Para trás